fbpx
PUBLICIDADE

História em comum do EPL, MBL e SFL é tema de reportagem da ‘Gazeta do Povo’

Jornal paranaense fez um panorama contando o avanço no movimento estudantil pró-liberdade e, paralelamente, a origem do MBL pouco conhecida: o Estudantes pela Liberdade
Foto: Editoria de Arte / Boletim da Liberdade
Foto: Editoria de Arte / Boletim da Liberdade

Gazeta do Povo publicou na última quinta-feira (22) uma reportagem que abordou a origem em comum do Movimento Brasil Livre, do Estudantes pela Liberdade e do Students for Liberty Brasil, por vezes pouco explorada nos veículos tradicionais.

Tendo como manchete “‘Primo’ do MBL, Estudantes Pela Liberdade desafia hegemonia da esquerda”, a matéria aborda que o EPL foi, originalmente, criado em 2010. Depois, relata a criação do MBL, desde o início focado nas manifestações de rua de caráter político.

Segundo a matéria, como à época o EPL era ligado à Atlas Network e ao Students for Liberty International, a entidade não podia organizar mobilizações desse cunho por conta de restrições da receita norte-americana. “Era só para aparecer nas manifestações como Movimento Brasil Livre”, teria justificado o diretor-executivo do Estudantes Pela Liberdade e um dos criadores originais do MBL, Juliano Torres.





A medida que o MBL começou a esboçar ter vida própria, no entanto, a entidade foi separada oficialmente e entregue para outras lideranças: Kim Kataguiri e Renan Santos. Eles tocaram o projeto adiante, mobilizando os descontentes com o governo Dilma e, por fim, sendo o principal movimento na defesa do impeachment da ex-presidente.

A mesma reportagem também fala da cisão do EPL, que gerou em 2016 o Students for Liberty Brasil. “O EPL e o SFL Brasil podem ter objetivos idênticos, mas não a mesma língua”, explica o jornal paranaense. Em seguida, é abordado o desentendimento, com trocas de acusações, entre os integrantes do SFL com os do EPL.

O texto conclui, por fim, que embora não sejam movimentos de “esquerda”, as organizações já têm se aproximado em influência e em divisões internas das iniciativas dos socialistas.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama