fbpx
PUBLICIDADE

Juventude tucana lança novo canal de discussões ligadas à economia

O "Tucanomics" foi idealizado pelo estudante Hugo Prando no último dia 17; nas redes sociais, citações a Milton Friedman e defesas da privatização
(Foto: Divulgação / Facebook)
(Foto: Divulgação / Facebook)
(Foto: Divulgação / Facebook)

O PSDB abriu espaço em sua página oficial, no último dia 24, para divulgar uma inovação da Juventude do partido: o Tucanomics. Idealizado pelo estudante Hugo Prando, membro da JPSDB-SP, o grupo se define como um “canal de comunicação para discutir assuntos ligados especificamente à economia”, que teria por objetivo preparar os jovens para debates e ativismo em defesa de “boas práticas econômicas”.

A ideia, segundo Hugo, surgiu em discussões no início de março, quando os jovens do PSDB de vários estados realizaram um encontro para delimitar a estratégia para a disputa do comando da União Nacional dos Estudantes (UNE). O Tucanomics já pode ser acessado via WhatsApp, Facebook e Instagram. Sustentando a marca da consolidação do Plano Real e a estabilidade econômica, o PSDB tem interesse em aproveitar o momento em que a economia está no centro das preocupações do país diante da recessão deixada pelos governos petistas.

O detalhe interessante é que as publicações recentes do Tucanomics sugerem uma aproximação explícita com as ideias liberais ou privatistas. Entre as últimas, está uma citação do liberal Milton Friedman (“Não há excesso de liberdade se aqueles que são livres são responsáveis. O problema é liberdade sem responsabilidade”) e um destaque para a intenção do prefeito João Dória de privatizar todos os parques de São Paulo ainda em 2017.





(Foto: Divulgação / Facebook)
(Foto: Divulgação / Facebook)




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama