fbpx
PUBLICIDADE

“EPL não virou SFL Brasil”, diz Juliano Torres em nota no Facebook

Ex-diretor executivo da entidade diz que uma auditoria ficará pronta e provará que não houve má gestão
PUBLICIDADE

O ex-diretor executivo do Estudantes Pela Liberdade, o publicitário Juliano Torres, publicou uma nota crítica no Facebook ao Students for Liberty Brazil, organização que surgiu em meio à cisão do Estudantes pela Liberdade no país.  Nela, ele explica como se deu a divisão e diz que as atividades do EPL seguem normalmente.

PUBLICIDADE

“Há aproximadamente um mês, denúncias de má gestão foram levantadas contra os diretores da organização. Após o recebimento da denúncia, seguida de constantes atos contrários a princípios jurídicos básicos da ampla defesa e contraditório, como a retirada do acesso aos emails da diretoria, difamação pública e tentativas mil de sabotagem, o EPL visando encerrar este conflito de forma amigável e não combativa, imediatamente contratou uma auditoria externa e uma equipe de advogados para averiguar possíveis problemas”, diz Juliano em nota.

O publicitário afirma também que “os e-mails do EPL foram bloqueados, as mídias sociais alteradas e o site vítima de tentativas de tomada (sic)”. Dentre outras medidas, Torres afirma que medidas judiciais serão adotadas para que “os responsáveis por práticas ilegais sejam severamente punidos”.

PUBLICIDADE

Por fim, ele diz: “O Estudantes Pela Liberdade não morreu, nem irá. […] O EPL segue trabalhando com seriedade e, em breve, novos projetos serão lançados, honrando o tradicional e perene compromisso da organização com a construção de um país mais livre.”

Confira, abaixo, a nota na íntegra:

Caros,

É com grande pesar que vemos essa atitude temerária por parte do Students For Liberty Brazil.

Antes de qualquer coisa, o EPL gostaria de deixar claro que não virou SFL Brasil, ou seja, o EPL continua como uma organização independente e forte, cuidando dos interesses do movimento liberal no Brasil, e seguindo sua missão com esmero e respeito, como faz há 5 anos, apesar dos contratempos. Em momento algum o EPL procurou uma briga injustificada com quem quer que seja. Porém, após uma série de atos infelizes e ilegais contra a organização, gostaríamos de esclarecer alguns pontos.

Há aproximadamente um mês, denúncias de má gestão foram levantadas contra os diretores da organização.

Após o recebimento da denúncia, seguida de constantes atos contrários a princípios jurídicos básicos da ampla defesa e contraditório, como a retirada do acesso aos emails da diretoria, difamação pública e tentativas mil de sabotagem, o EPL visando encerrar este conflito de forma amigável e não combativa, imediatamente contratou uma auditoria externa e uma equipe de advogados para averiguar possíveis problemas. A auditoria ficará pronta e será divulgada em aproximadamente duas semanas, e os pareceres jurídicos são contundentes ao afirmar que as denúncias não procedem; não houve má gestão ou qualquer atitude ilegal.

Algo que poderia ter sido resolvido amigavelmente, virou uma execução em praça pública, e uma verdadeira tentativa de assassinato de reputação dos diretores do EPL e da própria organização.

Os e mails do EPL foram bloqueados, as mídias sociais alteradas, e o site constantemente vítima de tentativas de tomada. A equipe foi ameaçada e desrespeitada, arquivos pessoais dos funcionários e banco de dados oficial do EPL foram deletados, houve pedido para que a equipe não trabalhasse no escritório, mas na casa de um funcionário do SFL, e finalmente, tomaram a página oficial da organização.

As medidas judiciais cabíveis estão sendo tomadas, inclusive já tendo sido notificados os indivíduos que tentaram atacar pessoalmente o EPL. Estejam certos de que os responsáveis pelas práticas ilegais serão severamente punidos.

O EPL não pode e não irá se calar quanto a isso, e se o SFL deseja ter operações no Brasil, que o faça por mérito próprio, e não pela tentativa de difamar e usurpar o trabalho alheio.
Somos e sempre seremos abertos, não há absolutamente nada a esconder. Nossa equipe, e os contadores e advogados estão à disposição para responder quaisquer dúvidas, através do email contato @ epliberdade . org.

Em todos estes anos, o EPL ajudou a formar milhares de lideranças e se tornou uma das mais importantes referências no movimento pela liberdade, realizando incontáveis projetos em todo o país e espalhando as sementes de um novo futuro. Independente dos esforços alheios contrários, este mérito é nosso e de todos os coordenadores e apoiadores que trabalharam para que o EPL se tornasse a força que é hoje, e é esta certeza que nos move.

O Estudantes Pela Liberdade não morreu, nem irá; pois honestidade, trabalho duro, confiança na ampla defesa e no contraditório, e ética estão acima de qualquer conflito. Lamentamos os recentes ocorridos e garantimos que logo este litígio será resolvido. Enquanto isso, o EPL segue trabalhando com seriedade, e em breve novos projetos serão lançados, honrando o tradicional e perene compromisso da organização com a construção de um país mais livre.

Pela Liberdade, ainda que tardia.

Estudantes Pela Liberdade

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?