Curta o Boletim no Facebook


Para manter a prisão de Picciani, MBL e PSL/Livres protestarão ao lado do PSOL

Movimento ocorre para pressionar deputados estaduais do Rio de Janeiro a manter a prisão do presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani, preso após decisão da justiça nesta quinta-feira

- Publicado no dia
Foto: Divulgação

O Movimento Brasil Livre marcou uma mobilização para essa sexta-feira (17) no Rio de Janeiro a favor da manutenção da prisão do deputado estadual Jorge Picciani (PMDB/RJ), presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Picciani foi preso nesta quinta-feira (16) junto com outros dois deputados estaduais acusados de envolvimento em esquema de corrupção.

A decisão da justiça, porém, poderá ser revogada temporariamente caso a maioria absoluta da Assembleia Legislativa assim decida. A medida está prevista na Constituição Federal. A sessão na ALERJ que determinará o futuro dos parlamentares foi marcada para a tarde desta sexta-feira, quando ocorrerão as manifestações.

Curiosamente, o MBL e o PSL/Livres deverão se mobilizar em favor da continuidade da prisão de Picciani lado a lado a grupos políticos que, ideologicamente, são divergentes. Enquanto o MBL marcou como ponto de encontro a ALERJ por volta das 14h, o PSL/Livres marcou para entre 12h e 15h seu protesto. Os parlamentares do PSOL, por sua vez, estão convidando seus apoiadores a marcharem da Praça Mário Lago, no Centro, até à sede da Assembleia Legislativa entre 12h e 17h.


PUBLICIDADE


“Amanhã o Rio de Janeiro tem uma chance histórica de dar uma virada. Precisamos da presença de todos na frente da Assembleia Legislativa às 14h. Vamos fazer uma manifestação e levantar a nossa voz”, conclamou Roberto Motta, do PSL/Livres, em vídeo. “Chegou  hora de você, cidadão carioca, se manifestar.”

Conteúdo diário sobre a liberdade. Um novo veículo para o Brasil.
Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também