João Doria propõe candidatura única de “centro” para frear Lula e Bolsonaro

O prefeito de São Paulo acredita que o “centro” brasileiro deve se unir rapidamente para impedir uma vitória da extrema esquerda ou da extrema direita

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Veja)

Cotado como um dos possíveis candidatos de interesse para os liberais, João Doria defendeu nesta terça, dia 31, a criação de uma grande frente de partidos, chamados por ele de “centro” – PSDB, PMDB, DEM, PPS, PP, PR, PRB, PV e PSB -, para que lancem um único candidato capaz de derrotar o petista Lula e o deputado Jair Bolsonaro.

Embora não tenha querido comentar a possibilidade, alguns veículos estão especulando a alternativa de uma chapa pura tucana, com Alckmin presidente e Doria vice. “Tanto Lula quanto Bolsonaro estão bem fortalecidos. É muito triste para o Brasil que tenhamos apenas essas duas opções, de extrema esquerda e extrema direita”.


PUBLICIDADE


Doria acredita que os centristas precisam se aglutinar rapidamente para que haja tempo de reagir ao que considera extremismos, e ainda encontrou tempo para afirmar que pensa que Luciano Huck não teria chance alguma de se eleger presidente. “Luciano é meu amigo, mas não creio que seja uma opção aglutinadora. Sem força partidária não se ganha essa eleição. É preciso ter atenção e humildade.”



Confira também:




Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também