Corre, Verdevaldo! - Octavio Sampaio - Boletim da Liberdade
PUBLICIDADE

Corre, Verdevaldo!

25.07.2019 01:00

Nesta semana, a Polícia Federal realizou a prisão de quatro hackers que teriam invadido os celulares de Moro e Deltan. As prisões ocorreram como resultado de uma investigação chamada pela Polícia Federal de “Operação Spoofing”. No desdobramento, um dos envolvidos já confessou autoria do crime.

Nas contas bancárias dos investigados, foram encontradas movimentações financeiras suspeitas, com altos valores e em curto espaço de tempo. Por este motivo, tudo leva a crer que os presos foram pagos para invadir os dispositivos eletrônicos.

Muito curiosa foi a reação do senador Humberto Costa (PT) que, em seu twitter, após saber das prisões, disse “Ué, gente? Mas as conversas não estavam adulteradas e, mesmo se fossem verdadeiras, não traziam nada de mais? Por que essa operação?”.

Ora, senador, as prisões são necessárias porque é ilegal invadir celulares das pessoas. A situação ainda se agrava quando os invadidos são ministros, que podem possuir informações sigilosas e relevantes para a garantia da Segurança Nacional. Estamos falando da segurança do país, não de piqueniques de sindicato.

A verdade é que o senador Humberto quer criar uma narrativa em que Moro pareça estar errado, tentando fazer com que pessoas menos informadas comprem a ideia petista.

Ora, senador, as prisões são necessárias porque é ilegal invadir celulares das pessoas. A situação ainda se agrava quando os invadidos são ministros, que podem possuir informações sigilosas e relevantes para a garantia da Segurança Nacional. Estamos falando da segurança do país, não de piqueniques de sindicato.

Fato importante é que, havendo quebra de sigilo bancário, há grandes chances da justiça chegar nos mandantes do crime. E se Glenn Greenwald, vulgo Verdevaldo, estiver na outra ponta da linha, não poderá alegar liberdade de imprensa. Ele terá sido mandante de um crime. Ora, não há que se falar em liberdade para invadir celulares de Ministros da República, certo?

Enquanto isso, vemos a esquerda defender até mesmo os hackers. Não é novidade, afinal eles sempre defendem criminosos. Como costumamos alertar, eles estão dispostos a matar, mentir, roubar, hackear e cometer qualquer outro crime que seja necessário. Para os setores da esquerda, qualquer crime é válido na busca da “revolução socialista”, a mentira utópica que almejam.