fbpx
PUBLICIDADE

Renato Borges, do MBL, diz que falas de Chico Pinheiro são ‘retrato da nossa elite’

Jovem coordenador do Movimento Brasil Livre no Rio de Janeiro publicou vídeo na última terça-feira (24) a respeito das declarações do jornalista Chico Pinheiro de que "direitista pobre é burro"
Renato Borges é coordenador municipal do MBL no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

Coordenador do MBL no Rio de Janeiro, o jovem professor Renato Borges posicionou-se na última terça-feira (24) a respeito da polêmica declaração do jornalista Chico Pinheiro de que “direitista pobre é burro”. Em vídeo publicado na página estadual do MBL, o ativista teceu críticas à elite representada por “artistas e jornalistas” que “vivem numa torre de marfim” e que fazem pouco caso da população.

“Você, que é mais conservador, que prefere viver sua vida de acordo com os valores da moral judaico-cristã, você é um completo idiota na concepção de Chico Pinheiro. Ou você, trabalhador humilde, que conquista seu dinheiro suado e não quer vai mais e mais ainda para o bolso de políticos corruptos, você também é um completo idiota”, comentou Borges, complementando que “esse é o retrato da nossa elite de artistas e jornalistas que vivem numa torre de marfim completamente desconectados da realidade”.

Para o coordenador do MBL, a maioria da população mais pobre é, na verdade, simpática a ideias liberais e conservadoras. “Não faria muito sentido o contrário. Eu não entenderia muito se a maioria dos mais pobres fosse de esquerda, quisesse mais impostos ou quisesse ser mais dependente do estado, querendo que fosse maior do que ele já é. E isso não é coisa da minha cabeça não. A gente teve um exemplo muito claro disso nas eleições municipais [do Rio de Janeiro] do ano passado, quando o senhor Marcelo Freixo, do PSOL, teve mais votos dos bairros mais ricos.”









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama