Curta o Boletim no Facebook


Renova PSDB pede expulsão de deputado que votou a favor de Picciani

Movimento que visa empurrar o PSDB para direção mais liberal acredita que atitude de parlamentar desrespeitou a orientação partidária

- Publicado no dia
Silas Bento (Foto: Reprodução / Jornal de Sábado)

O movimento Renova PSDB, que procura influenciar o partido para rumos mais liberais, protocolou um pedido de expulsão do deputado estadual Silas Bento da legenda social democrata. A alegação é que o parlamentar votou favoravelmente à soltura dos peemedebistas Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo, presos em decorrência da Operação Cadeia Velha.

O tucano Silas Bento é filho do pastor Vanderlei, nascido e criado dentro da Assembleia de Deus, no Ministério de São Cristóvão. Está na vida pública desde 1992, quando se elegeu vereador com 600 votos. Foi reeleito vereador por mais quatro mandatos em 1996, 2000, 2004 e 2008. Em 2012, não apenas se elegeu vice-prefeito de Cabo Frio, como também elegeu seu filho Vanderlei Bento para o cargo de vereador.


PUBLICIDADE


No documento, o Renova PSDB destaca que o povo exige “uma postura cada vez mais rigorosa não só das instâncias de repressão mas também da própria classe política, que deve se curvar aos novos tempos”. Para eles, o voto de Silas Bento “constitui não só um desrespeito à orientação partidária e desobediência  a deliberação tomada em questão fundamental, mas, essencialmente, atividade política contrária aos interesses do Partido e, concretamente, ao próprio Programa dele”.

Conteúdo diário sobre a liberdade. Um novo veículo para o Brasil.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também