Curta o Boletim no Facebook


Fabio Ostermann discute com Anitta no Twitter sobre ensino superior gratuito

Cientista político e presidente do PSL/Livres do Rio Grande do Sul debateu com a cantora a respeito do ensino superior gratuito no Brasil; apesar disso, Ostermann disse que Anitta é empreendedora e inteligente

- Publicado no dia
Fotos: Reprodução/Facebook e CIdadeVerde.com

O cientista político Fabio Ostermann, presidente do PSL/Livres do Rio Grande do Sul, debateu com a cantora Anitta na última quarta-feira (22) pelo Twitter. Tudo teve início quando a artista comentou uma notícia do Estadão que informava que o Banco Mundial teria sugerido que o governo acabasse com o ensino superior para economizar.

“Tendi… [sic] precisamos cortar custos… por onde começamos? Ah, educação, claro! Genial”, ironizou a cantora na terça-feira (21). Incomodado com o comentário, Ostermann – que tem mais de 20 mil seguidores na rede social – replicou no dia seguinte: “Anitta quer, pelo visto, que os mais pobres sigam pagando pela educação superior dos ricos. Será que não seria melhor que quem pode pagar pela própria educação que o faça?”.


PUBLICIDADE


Nervosa por ter sido contrariada, Anitta respondeu horas mais tarde que Ostermann “precisa aprimorar a interpretação de texto”. E sugeriu que ele aprendesse “a chamar atenção de maneira mais esperta”.

Surpreso pela agressividade da artista, Ostermann então escreveu: “Já eu, acho que você poderia se dar ao trabalho de ao menos ler o conteúdo da notícia sobre a qual comenta. E, também, claro, não presumir que quem discorda de você quer necessariamente ‘chamar a atenção’. Tenho certeza que você pode mais do que isso!”

Pela sua página do Facebook, o dirigente do Livres prosseguiu com o debate. “Acho absolutamente legítima a participação e o engajamento dos nossos artistas nas questões públicas do nosso País. Mas seria interessante se a nossa classe artística tivesse um pouco mais de responsabilidade e noção sobre como suas ‘lacradas’ – muitas vezes despretensiosas – podem impactar muita gente e acabar influenciando, para o mal ou para o bem, o rumo de políticas públicas que mexem com o futuro do Brasil.”


PUBLICIDADE


Apesar disso, o cientista político elogiou Anitta por ser uma “artista competente e uma mulher inteligente e empreendedora”. “Tenho certeza que entenderá facilmente que os desafios do nosso País demandam muito mais do que lacradas”, concluiu.

Foto: Reprodução/Facebook
Conteúdo diário sobre a liberdade. Um novo veículo para o Brasil.
Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também