Curta o Boletim no Facebook


A candidatura do Dr. Rey pode ser levada a sério por liberais e conservadores?

Nova enquete quer saber se leitores acreditam que projeto do cirurgião de alcançar a Presidência da República em 2018 é mais do que uma simples brincadeira

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / SobreTV)

Ele já disse que pretendia refundar o PRONA de Enéas Carneiro. Paradoxalmente ou não, disse também que seu sonho é implantar no Brasil uma “Free Market Society” e declarou admiração pelo economista liberal Milton Friedman. Tudo isso sendo mais conhecido por apresentar um reality show que mostra o seu dia-a-dia como cirurgião plástico em plena Beverly Hills, na Califórnia. Quem poderia imaginar que Dr. Rey proporia seu próprio nome para a presidência da República?

Não é a primeira investida de Roberto Rey no mundo da política. O cirurgião também já havia tentado uma vaga de deputado federal em 2014 pelo Partido Social Cristão e hoje figura no Partido Ecológico Nacional, renomeado para Patriotas, que pretende colocar Jair Bolsonaro na disputa do Planalto. O que chama a atenção é a mescla peculiar de Rey entre suas ideias e as expressões de que se utiliza.


PUBLICIDADE


Dr. Rey em campanha para deputado em 2014 (Foto: Reprodução / Youtube)

Sentenças como “vamos resgatar a sensualidade do Brasil” se transformaram em memes e passaram a ser usadas nas fotos de perfil de muitos liberais e conservadores no Facebook, junto a declarações de apoio nas eleições de 2018. É claro que isso tudo tem uma forte dose de piada da parte de muitos, que não estão realmente falando sério quando defendem a possibilidade de eleger Rey. Contudo, há outros motivos para o “fenômeno”: as promessas diferenciadas do possível candidato.

O Dr. Rey prometeu um corte profundo no número de ministérios (de 28 para 15) e nos impostos (de 77 % para 17%), medidas severas contra menores infratores, privatização de presídios, multiplicação de cadeias, trabalho forçado de criminosos e aumento do rigor no ensino. Ele não teve sequer pudores em dizer que “educação é importante, mas o que falta no Brasil é chicote” e também declarou total repúdio ao comunismo. “A culpa (do que vivemos hoje) é dessa influência recente dos comunistas. É que o comunista é ateu. Ele não tem que responder para Deus. Mas eu sou mórmon e esse movimento evangélico no Brasil é muito bonito”, disse.

O Boletim quer saber a sua opinião. O cirurgião plástico que faz sucesso no seu programa na RedeTV e quer emplacar uma candidatura à presidência da República com pautas liberais e conservadoras e slogans pitorescos deveria ser levado a sério? Essa é a nova enquete em nosso site. Você pode participar marcando a opção de sua preferência abaixo até o próximo dia 27, às 23h.

A candidatura do Dr. Rey pode ser levada a sério?

    Sim (66%, 75 Votos)
    Não (25%, 28 Votos)
    Não tenho opinião formada (10%, 11 Votos)

Total de Participantes: 114

Carregando ... Carregando ...

Conteúdo diário sobre a liberdade. Um novo veículo para o Brasil.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também