Grupo ‘Advogados pela Liberdade’ defende propaganda para advogados

O diretor executivo do movimento falou ao Boletim sobre a bandeira, que ele considera importante para o crescimento dos pequenos escritórios

- Publicado no dia
(Foto: Divulgação / Facebook)

O grupo Advogados pela Liberdade, união de profissionais do Direito que defendem ideias relacionadas à liberdade individual e econômica, resolveu atuar em uma nova frente em favor de sua profissão. A ideia é militar pela ampliação da possibilidade de advogados fazerem propaganda de seus serviços.

A organização começou a divulgar a bandeira através de sua página nas redes sociais, no último dia 21. O diretor executivo Maurício Martins, representando o movimento, comentou que a restrição à propaganda é uma das várias crenças sem fundamento que permeiam o Direito “desde o primeiro dia de aula” e precisam ser objeto de debate.


PUBLICIDADE


“Nós não vendemos nossos serviços?”, ele diz, “Anunciar seu serviço é indigno? Não há lógica nesse dogma. Aprendemos isso na faculdade e ficamos repetindo eternamente. O direito é uma atividade pensante. E precisamos repensar alguns pontos da nossa carreira”. Sobre a tese de que esse raciocínio prejudicaria os pequenos escritórios e favoreceria os grandes, Martins rebate: “É justamente o oposto! Eu sou advogado autônomo. Eu sou pequeno, micro. E é a proibição que me impede de crescer. O excesso de regras somente beneficia quem já é grande, pois impede a concorrência de chegar ao mesmo patamar que eles”.

De acordo com as regras em vigência no Brasil, os advogados podem fazer apenas uma publicidade discreta e informativa. A chamada propaganda indutiva está vedada.



Confira também:




Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também