Raphael Lima sustenta em vídeo do ‘Ideias Radicais’ que Bolsonaro não é liberal

Para o Youtuber, o pretenso presidenciável é a continuação do Positivismo e das ideologias estatizantes vigentes no Brasil, e aposta nele é erro dos liberais

- Publicado no dia
(Foto: Ailton de Freitas / O Globo)

O dono do canal Ideias Radicais, Raphael Lima, decidiu se manifestar sobre a suposta crença de algumas pessoas de que o presidenciável Jair Bolsonaro seria liberal. Para ele, o fato demonstra “o desastre da educação brasileira”.

Segundo Lima, Bolsonaro é a continuação do Positivismo e do coletivismo, ideologias já vigentes no Brasil, e liberais e libertários de verdade precisam explicar que não há conexão genuína entre o político e suas ideias. Isso teria se tornado necessário em razão do aparente colapso da ascensão de João Doria, fazendo com que alguns acreditassem que Bolsonaro fosse uma aposta relevante.


PUBLICIDADE


“Liberalismo não é sobre liberdade econômica”, frisa Raphael, “Liberalismo é a defesa do indivíduo como soberano dele mesmo, detentor de direitos naturais”. A adesão de Bolsonaro a pautas economicamente liberais seria, a seu ver, algo oportunista, baseado na conveniência e sujeito a mudanças sempre que ele acreditar ser mais eficiente seguir outro caminho. Lima ilustra sua afirmação com contradições nas falas de Bolsonaro, como a declaração de que manteria as taxas de juros a 2 % ao ano.

Baseado principalmente no livro de Bruno Garschagen, “Pare de acreditar no governo – Por que os brasileiros não confiam nos políticos e amam o Estado”, Raphael encerrou seu vídeo traçando comentários sobre o histórico do Positivismo, a fim de associá-lo a Bolsonaro. Vale lembrar que o Boletim realizou recentemente uma pesquisa para descobrir quem são os candidatos que os leitores consideram mais representativos do liberalismo, e Bolsonaro foi o segundo colocado na enquete, com 31 % dos votos, atrás apenas de João Amoêdo, do Partido Novo. Confira a íntegra do vídeo de Raphael Lima:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também