Definição ideológica do eleitorado cresceu no Brasil, aponta Datafolha

Tanto a direita, quanto a esquerda e até o centro registraram crescimentos na pesquisa do Datafolha; aqueles que dizem não saber encolheram de número

- Publicado no dia

Além de dados acerca dos possíveis candidatos à presidência, o instituto Datafolha divulgou também os resultados de uma pesquisa sobre a definição ideológica dos brasileiros. Os números indicaram que o eleitorado que se define como “de centro, centro-direita ou direita” cresceu em relação à última pesquisa – mas também a esquerda e o centro aumentaram de número. Quem efetivamente encolheu foi o bloco dos que não se definem.

Segundo resume a Folha de S. Paulo, desde 2010, o eleitorado autoconsiderado de direita, somado ao que se considera de centro-direita, teve uma oscilação de 37 % para 36 %, mas em junho de 2017 já se apresentava com 32 %, tendo subido 4 % na pesquisa deste mês de setembro.


PUBLICIDADE


Se esses números não são suficientemente impressionantes, considerando-se o período desde 1989, entretanto, a “direita” cresceu 2% isoladamente, enquanto a centro-direita perdeu 3 %. O “centro” cresceu de 19 % a 29 %. Já no que diz respeito à esquerda, somando-se analogamente a “esquerda” com a “centro-esquerda”, o grupo também aumentou: de 20 % para 22 % nos últimos sete anos. Os que “não sabem” e, portanto, não se definem reduziram de 18 % em 1989 para 13 % este mês.

(Foto: Reprodução / Folha de S. Paulo)
Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também