Bolsonaro diz que, se ‘chegar lá’, cidadão poderá ter pistola e produtor rural fuzil

Pré-candidato à presidência da república esteve em stand da fabricante de armamentos Taurus, admitiu gostar de armas e disse que “povo armado jamais será escravizado”

- Publicado no dia
Foto: Reprodução / Câmara
Foto: Reprodução / Câmara

Figura polêmica entre os liberais, mas em crescente ascensão nas pesquisas eleitorais para a presidência em 2018, o deputado Jair Bolsonaro (PSC/RJ) não titubeia quando o assunto é a defesa do direito à posse e ao porte de armas pelo brasileiro.

Circula nas redes sociais um vídeo onde o parlamentar, em um stand da fabricante brasileira Taurus, diz “que se chegar lá” o “cidadão de bem” poderá ter uma pistola e, se for produtor rural, até mesmo um fuzil.

“Há muito tempo eu saí do exército, mas a paixão pelas armas continua”, disse Bolsonaro. “Cartão de visita para invasor tem que ser cartucho 762”.

No mesmo filme, Bolsonaro faz duas colocações que agradaria qualquer liberal: “mais importante do que a sua vida é a sua liberdade” e “povo armado jamais será escravizado”. Confira, abaixo, o vídeo completo:

+ Projeto de reforma do Estatuto de Controle de Armas de Fogo tem apoio recorde, analisa Bene Barbosa

+ Proibição da candidatura de Bolsonaro será debatida no Senado

+ Após decisão do TSE, autor do Instituto Liberal diz que Bolsonaro é a solução

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também