Novo site do PSL/Livres tem seção de notícias e destaque para as lideranças

Sob a direção do jornalista Mano Ferreira, iniciativa consolida ainda mais a comunicação do partido; canal do YouTube deve ser criado em breve, bem como aplicativo e plataforma de transparência financeira

- Publicado no dia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O PSL/Livres lançou nessa semana seu mais novo website. Com design moderno e arrojado, o portal apresenta de maneira elegante, entre outras seções, os 17 compromissos do partido, um espaço próprio de notícias e também uma página onde expõe as mais destacadas lideranças da legenda por todo o país.

“Procuramos fazer um produto moderno, dinâmico e transparente, que represente esteticamente os propósitos do projeto”, explicou o jornalista Mano Ferreira, diretor de comunicação do partido, ao Boletim da Liberdade. “O propósito é que o site seja um veículo diariamente atualizado e capaz de informar a todos os interessados os passos concretos que têm sido dados pelo partido em cada parte do país.”

Ferreira contou ainda que colaborarão com a produção de conteúdo para o site não apenas a equipe nacional de comunicação, como também os núcleos estaduais, “de maneira integrada e participativa”. E que novos módulos também serão incluídos em breve, como “uma plataforma de transparência financeira”.

Próximos projetos

Além do novo site, dois outros grandes projetos devem surgir nos próximos meses. O primeiro deles deve ser o lançamento do canal do YouTube do PSL/Livres. Por comparação, o Partido Novo criou recentemente o seu, que hoje conta com pouco mais de 7 mil inscritos.

A grande expectativa, porém, fica para o lançamento do tão aguardado aplicativo que servirá de plataforma entre os filiados. Segundo Mano Ferreira, o projeto já está em fase de testes. “O próximo módulo vai ser um uso ampliado por lideranças e depois filiados. Ainda não temos data pra lançamento geral porque a cada módulo estamos testando, revendo erros, repensando detalhes”, justificou.

Em entrevista ao Boletim em junho, o professor Diogo Costa, diretor executivo da Fundação Indigo, revelou com exclusividade vários detalhes sobre o aplicativo. A característica mais inovadora é que os filiados passarão a ter seus “capitais políticos” contabilizados a medida que atuem em favor do partido. “Com isso as pessoas vão crescendo, tendo outras prerrogativas dentro do partido, até se tornarem candidatos. É um crescimento muito mais orgânico, muito mais participativo. Todo mundo tem voz. E todo mundo consegue direcionar os caminhos do partido”, revelou Costa na ocasião.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também