PSL/Livres responde ‘acusações’ de que estava dando guinada à direita

Em publicação no Facebook, a legenda citou José Guilherme Merquior para explicar que existem várias concepções de liberalismo, mas que todas encontram-se no mesmo lado do Diagrama de Nolan

- Publicado no dia
Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

O PSL/Livres publicou no último sábado (15) em sua fanpage no Facebook um texto onde aborda o fato de o partido frequentemente ser “acusado” de estar à direita ou à esquerda do espectro político. Assumidamente liberal, a legenda cita o sociólogo José Guilherme Merquior para deixar claro que existem, na verdade, vários tipos de liberalismo, e que o partido congrega “adeptos de todas essas vertentes, com uma imensa diversidade de visões”.

“A verdade é que não somos nem de esquerda e nem de direita. As publicações em nossa página variam de acordo com os assuntos mais em voga no momento. Em alguns desses assuntos, concordamos mais com a esquerda, e a direita se chateia com a gente. Em outros, concordamos mais com a direita, e aí é a vez da esquerda se chatear. Faz parte. Essa é a essência do liberalismo”, diz o artigo.

No mesmo texto, o PSL/Livres cita diversas correntes e subcorrentes internas do liberalismo, enfatizando a diversidade de pensamentos possíveis dentro das ideias liberais: “Cada uma dessas correntes tem visões próprias sobre os mais diferentes temas, muitas vezes de modo conciliável entre si, outras vezes em flagrante desacordo. Ainda assim, todas mantém em comum a defesa da liberdade. De tal maneira que quando tiramos o olho do microscópio liberal as vertentes estão todas lá no mesmo quadrante do diagrama de Nolan que você vê na imagem”

Confira o post na íntegra clicando aqui.

+ Capital político será contabilizado em aplicativo para filiados do PSL/Livres, revela Diogo Costa, da Fundação Indigo

+ Sensibilidade social é característica marcante da esquerda libertária

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também