Documentário sobre Olavo de Carvalho é eleito o melhor filme do festival ‘Cine PE’

Produção dirigida pelo cineasta Josias Teófilo chegou a sofrer boicote no início do festival por ser considerado símbolo da ascensão de “filmes de direita”; obra não recebeu recursos públicos e foi financiada coletivamente

- Publicado no dia
Matheus Cartaxo e Thais Saraiva, irmã de Teófilo, seguram troféu (Foto: Reprodução / Facebook)
Matheus Cartaxo e Thais Saraiva, irmã de Teófilo, seguram troféu (Foto: Reprodução / Facebook)

O documentário O Jardim das Aflições, que aborda parte da filosofia de Olavo de Carvalho e sua pacata rotina nos Estados Unidos, venceu o festival “Cine PE” nos troféus “Melhor Filme” (júri especializado) e também no júri popular, com votação pela internet.

Dirigido por Josias Teófilo, a produção chegou inclusive a sofrer boicote no início do festival por alguns cineastas críticos à “filmes de direita” ganharem espaço no cenário midiático.

“Existia uma proibição tácita de fazer um filme sobre Olavo de Carvalho. Qualquer um que fizesse um projeto desse tipo seria boicotado, excluído e marginalizado do meio cinematográfico nacional”, confessou Teófilo, que foi morar nos Estados Unidos, em entrevista exclusiva ao Boletim da Liberdade.

Dentre outras características interessantes do filme, está o fato de não ter recebido recursos públicos ou feito uso de leis de incentivo. Toda a produção foi viabilizada por meio de patrocinadores privados e, principalmente, de um grande financiamento coletivo.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também