Van Hattem denuncia jornalista que havia publicado críticas a canal Mamãe Falei

Jornalista Vitória Famer, que havia publicado acusações graves contra Arthur do Val em seu Twitter, é acusada pelo parlamentar de também tentar assassinar sua reputação

- Publicado no dia
Vitória Famer (Foto: Reprodução / Twitter)
Vitória Famer (Foto: Reprodução / Twitter)

A jornalista Vitória Famer chamou a atenção do ecossistema pró-liberdade em vídeo publicado no dia 22 de junho, no canal Mamãe Falei, em que é vista discutindo com Arthur do Val as publicações que havia feito no Twitter a seu respeito. Ela tinha afirmado que Do Val e “seus seguranças” foram detidos por agressão em Porto Alegre – informações negadas pelo dono do famoso canal. Agora, o deputado Marcel Van Hattem (PP-RS) se manifestou contra a jornalista.

Van Hattem começa dizendo que, “infelizmente”, conhece Famer “há mais tempo”. Segundo ele, a jornalista sempre “recebe informação privilegiada, em primeira mão (e muitas vezes falsa) de suas fontes na esquerda radical para, com base nelas, ‘apurar’ os fatos, ‘ouvir todos os lados’ e, então, escrever sua matéria tendenciosa contra seus alvos favoritos: jovens que estão querendo mudar o Brasil contra as práticas vergonhosas da esquerda radical”. Ele próprio afirma, então, ter sido vítima de Vitória.

O parlamentar recordou que, no começo de seu mandato, por enfrentar o PT, o PCdoB e o PSOL, foi alvo de uma pesquisa minuciosa dos opositores acerca de seu passado, e eles exploraram uma situação trágica de sua vida. “Um acidente de trânsito ocorrido no longínquo ano de 2006, quando eu tinha 20 anos de idade. Não tive culpa, mas acidentes infelizmente acontecem. Com qualquer um. Parei o carro, prestei socorro no local da tragédia, e o cidadão ferido no atropelamento foi levado para o hospital. Lamentavelmente, pouco mais de meio ano depois, faleceu”. A jornalista, afirma Van Hattem, explorou o assunto e produziu matérias jornalísticas praticamente ignorando as suas explicações.

Hoje, quando o nome dela volta a circular, Hattem diz que, tendo preferido se conter à época para poupar a família da vítima fatal do acidente, “e também em virtude de o assunto estar em litígio judicial”, agora quer fazer esse desabafo. “A jornalista militante da esquerda que diz ‘ouvir todos os lados’ e fazer jornalismo plural faz, na verdade, jornalismo engajado – ou algo próximo de fake News. Distorce um pouco aqui, um pouco ali, maquia positivamente os entrevistados que lhe interessam, desfigura os que não lhe agradam, e usa da profissão de jornalista para fingir que reporta com isenção quando na verdade está fazendo a assessoria de imprensa da esquerda gaúcha dentro da Rádio Guaíba”. Confira aqui o texto completo.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também