NOVO terá agora também candidatos a governador e deputado estadual

O diretório nacional do partido se reuniu com os diretórios estaduais e implementou uma revisão da estratégia eleitoral para 2018; agora, até sete estados poderão lançar candidatos a governador e deputado estadual

- Publicado no dia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Partido Novo já havia traçado sua estratégia para as eleições de 2018, como já adiantado pelo Boletim em maio. No entanto, uma reunião ocorrida em junho entre o diretório nacional e os diretórios estaduais fez com que o projeto reavaliasse suas metas e percebesse a oportunidade de lançar também candidatos a governador e deputado estadual em pelo menos sete estados.

De acordo com um vídeo publicado nesse domingo (19) no YouTube, o partido seguirá com o objetivo de formar uma boa base na Câmara dos Deputados, lançando candidatos para o Congresso em pelo menos 13 estados e no Distrito Federal. Também foi confirmado que a legenda deve lançar candidatura própria à presidência da república.

Identificação de perfis

No processo seletivo iniciado em abril, 409 filiados se inscreveram e 284 foram aprovados. Haverá, no entanto, uma nova oportunidade para aqueles que desejarem concorrer pela legenda. Uma nova fase do processo seletivo terá início em 16 estados e no DF. Dessa vez, incluindo a Bahia, Paraíba e Mato Grosso.

A legenda justifica a revisão da estratégia original pelo “atual contexto da política”, pelo “aumento significativo de novos filiados” e pela “análise da estrutura do partido em novas regiões”.

Entre os sete estados que o partido deve lançar candidatos a governador e deputado estadual estão o Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e o Distrito Federal. Além do novo processo seletivo, até o final de 2017 esses diretórios estaduais terão como missão identificar “potenciais candidatos” e suas respectivas equipes para disputar os governos de estado.

+ Dono da Localiza teria interesse em ser candidato a governador de MG pelo NOVO

+ Carmen Migueles, a primeira candidata do Partido Novo a um cargo executivo, abre o jogo em entrevista ao Boletim

Segundo a legenda, o perfil desejado para concorrer ao posto de governador é de pessoas com “experiência de liderança”, “capacidade de organizar uma equipe técnica” e que tenham “condições para atrair financiadores”. Os candidatos deverão ainda estruturarem um plano de ação com as prioridades de cada estado sintonizados aos valores do NOVO.

Em dezembro de 2017, está previsto um novo encontro entre o diretório nacional e os diretórios estaduais para a avaliação dos nomes escolhidos. Na ocasião, também serão confirmados os estados onde haverá candidatos a deputado estadual (que só serão lançados caso haja candidatura ao governo do estado).

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também