Chapa liberal “Libertas” vence eleição e representará UnB em congresso da UNE

A expressiva vitória foi conquistada com 968 votos no último dia 3 de junho, derrotando diferentes chapas; chapas consideradas “de esquerda” dominam há décadas

- Publicado no dia
chapalibertas
(Foto: Reprodução / Facebook)

Uma notícia alvissareira para todos aqueles que acreditam na importância da ocupação de espaços para modificar as ideias aconteceu em Brasília. No último dia 3, a chapa liberal “Libertas” quebrou o que chama de “hegemonia de esquerda” e venceu as eleições para representar a Universidade Nacional de Brasília no 55º Congresso da União Nacional dos Estudantes.

O Diretório Acadêmico, desde a última eleição, é controlado por uma chapa opositora, depois que a chapa liberal “Aliança pela Liberdade” havia vencido em 2011. A conquista atual, porém, é considerada ainda mais expressiva que a vitória em um DCE, levando em consideração a dificuldade histórica de décadas para atingí-la.

Em seu perfil no Facebook, a “Libertas” afirma que, com 968 votos, superou “as outras cinco forças da esquerda, que há décadas detém o monopólio de representação da UNE”, como também, como prêmio, “enviarão 17 delegados da maior universidade do Centro-Oeste” para defender sua tese no congresso. A chapa relata que foram quatro dias de campanha, “embalados pela pouca experiência em disputas eleitorais e compensados por muito amor, carinho e dedicação à Universidade de Brasília”.

O congresso da UNE será realizado nos dias 14 e 18 de junho. Ele envolverá debates de pautas sobre conjuntura e Educação, elegerá a nova diretoria da entidade e decidirá coletivamente os rumos do movimento estudantil. “A esperança que outrora fora suprimida pelo autoritarismo e soberba de alguns setores do movimento estudantil voltou a raiar. Seremos sempre gratos ao corpo estudantil que, mesmo desacreditado devido ao mau uso da Entidade que o representa, nos depositou um voto de confiança”, resumiu a chapa “Libertas”.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também