Baixa adesão em manifestação do PSL/Livres pela saída de Temer no Rio

O Boletim da Liberdade esteve presente na manifestação que ocorreu em Copacabana; devido a baixa adesão dos cariocas, militantes da legenda se empenharam em panfletar aos transeuntes

- Publicado no dia
Foto: Boletim da Liberdade
Foto: Boletim da Liberdade

Militantes da corrente renovadora do Partido Social Liberal, conhecida como Livres, foram às ruas nesse domingo (21) exigir a saída do presidente Michel Temer. Apesar de ampla divulgação nas redes sociais, com mais de 650 confirmados e 2,9 mil interessados, a adesão foi consideravelmente baixa na manifestação em Copacabana, no Rio de Janeiro, onde a reportagem do Boletim da Liberdade esteve presente.

Às 10h, no horário de início da manifestação, bem em frente ao Museu da Imagem e do Som (MIS), ninguém se encontrava no local. Mais tarde, alguns poucos militantes com a camisa roxa do partido decidiram distribuir panfletos para os transeuntes. Durante o tempo que o Boletim esteve presente, não se viu nenhum carro de som ou alguém que, com microfone ou alto-falante, buscasse engajar os cariocas na mobilização pela renúncia do presidente.

+ PSL/Livres é único grupo liberal que convoca manifestações contra Temer neste domingo

No panfleto distribuído pelos militantes do PSL/Livres, porém, o partido reforçou o pedido da saída de Temer e defendeu que “o atual sistema político brasileiro acabou”. A legenda também pediu o fim da “polarização política que dividiu o país entre coxinhas e mortadelas, vermelhos e azuis”. Para o PSL, o que realmente importaria é a divisão “entre honestos e desonestos”.

O panfleto deixou claro o ideário liberal da legenda ao explicar que “a corrupção e a impunidade só diminuirão quando o excesso de poder nas mãos do Estado diminuir”.

Foto: Boletim da Liberdade
Foto: Boletim da Liberdade

 


Editado às 23h15: Publicamos originalmente que havia menos de 10 manifestantes. Efetivamente, essa foi a quantidade de pessoas que o Boletim identificou enquanto esteve presente na orla. De acordo com foto publicada em nosso Facebook, no entanto, havia pelo menos 15.

Editado às 23h42: Por sugestão dos nossos leitores, adicionamos uma referência ao fato de o PSL/Livres ter sido o único grupo pró-liberdade a mobilizar manifestações de rua a favor da renúncia de Michel Temer.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também