João Doria recebe Reinaldo Azevedo em seu programa “Olho no Olho”

O jornalista de VEJA fez novos ataques ao que chama de “direita xucra” e a Bolsonaro, além de comentar com o prefeito as críticas que fez ao seu próprio discurso

- Publicado no dia
Reinaldo em programa da Jovem Pan comentando sobre Doria (Foto: Reprodução / Youtube)
Reinaldo em programa da Jovem Pan comentando sobre Doria (Foto: Reprodução / Youtube)

O prefeito de São Paulo, João Doria, conhecido pela sua simpatia com as privatizações, pelo seu discurso de “bom gestor” e com popularidade crescente no país, recebeu nesta quinta-feira (28/04) no Olho no Olho – um programa de entrevistas mantido por ele – o jornalista e colunista de VEJA Reinaldo Azevedo.

Trocando sorrisos e amenidades, o prefeito disse que seu “respeito e admiração por Reinaldo Azevedo”, a seu ver, “um dos maiores jornalistas do país”, nunca impediu que o jornalista externasse críticas ao seu posicionamento e suas atitudes como administrador da cidade e candidato. Em recentes artigos, inclusive, Reinaldo criticou Doria por suas alegações sobre ser um “gestor” e não um “político”, o que foi motivo de discussão na entrevista. Doria ratificou o que já disse em outras oportunidades: que não se sente um político, mas não pretende de maneira alguma depreciar a atividade política, da qual dependeria o sucesso de seu mandato e que foi exercida por seu pai.

Reinaldo Azevedo, porém, ocupou de longe a maior parte do tempo de fala na conversa. Ele atacou desde o início o que chamou de “um clima de intolerância” pairando sobre a vida política brasileira, o que estaria sendo alimentado por uma “direita xucra” com disposição para demonizar toda a classe política. Um dos integrantes dessa “direita xucra”, como Reinaldo já havia dito diversas vezes, é Bolsonaro, cuja única diferença para as esquerdas, segundo ele, está em seus comentários supostamente contra homossexuais.

Tanto Doria quanto Reinaldo disseram também palavras enfáticas contra a greve geral de oposição à Reforma Trabalhista que acontece nesta sexta (28/04), convocada por centrais sindicais e grupos de esquerda. Confira o vídeo:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também