“Sexualidade e gênero não é pauta de escola básica”, defende vereador do NOVO

Leandro Lyra, eleito pelo partido no Rio, fez discurso firme atacando a doutrinação nas escolas em discussão na Câmara sobre política de educação do município

- Publicado no dia

O vereador Leandro Lyra, eleito no ano passado pelo partido NOVO para a Câmara Municipal do Rio de Janeiro, fez um discurso enfático contra o que chamou de “doutrinação nas escolas”, em discussão sobre a política educacional do município.

Lyra declarou ter acompanhado o debate sobre o Plano Municipal de Educação muito atentamente e criticou a proposta de incluir conteúdo sobre sexualidade e gênero. Segundo ele, “Sexualidade e gênero não é pauta de escola básica”, ainda mais de uma escola “que não entrega sequer educação de Matemática e Português”.

Lyra disse ainda que não é correto seguir uma lógica de “Fla x Flu” e, em nome de polarizações ideológicas, inserir na escola matérias que não são pertinentes ao seu propósito. O vereador ressaltou que a educação brasileira “está em pandarecos” e que não é dessa forma que sua situação caótica será solucionada. Encerrou: “doutrinação nas escolas existe sim e está destruindo a educação em nosso país”. Confira o vídeo:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também