Olavo e Suplicy versam nos EUA sobre educação e cultura: confira a íntegra

O filósofo também voltou a problematizar a questão da alta cultura: segundo ele, a classe intelectual do país decaiu de maneira significativa nos últimos 50 anos

- Publicado no dia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O painel do Brazil Conferece que contou com a presença do filósofo Olavo de Carvalho e do vereador Eduardo Suplicy (PT) discutiu assuntos como educação, direitos e até o programa “Renda Mínima”. Realizado ontem (8) na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, o evento está reunindo diversas personalidades, como a ex-presidente Dilma Rousseff, Sergio Moro, Daltan Dellagnol, Armínio Fraga, entre outros.

“A prioridade número 1 [do Brasil] é a educação dos intelectuais. É que os intelectuais são os agentes principais de formação da sociedade. Eles são o piloto da mentalidade pública. E se eles não estão preparados, eles não vão preparar ninguém, não vão fazer nada de bom”, opinou Olavo em uma dos momentos do evento, que complementou: “Eu não vou resolver nenhum problema social, não vou melhorar a renda básica do brasileiro, não vou fazer nada disso, mas eu vou legar para a geração seguinte uma camada de intelectuais muito mais sérios e muito mais preparados do que aqueles que me antecederam. É isso o que está dando para fazer”.

Após comparar o que era a “alta cultura” nos anos 1950 para o que ela é hoje, Olavo também disse que “cultura não é a cereja do bolo, é a fórmula do bolo”. “Há 50 anos estamos invertendo as prioridades. […] Se não houver agentes qualificados, nenhuma solução vai funcionar jamais! A nossa classe intelectual decaiu de maneira impressionante. Muito mais do que a educação básica”, completou.

Confira, abaixo, a íntegra da palestra disponível no YouTube:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também