Propaganda do PSL em rede nacional divulga plataforma digital para filiados

Reunindo declarações de diversas lideranças e ativistas filiados ao partido de todos os estados, o programa tem forte influência da corrente renovadora LIVRES

- Publicado no dia
Trecho da propaganda nacional do PSL (Foto: Reprodução / Facebook)
Trecho da propaganda nacional do PSL (Foto: Reprodução / Facebook)

A propaganda do Partido Social Liberal no horário destinado aos programas partidários foi ao ar em rede nacional nesta quinta-feira (16/03), às 20h, em cadeia de rádio, e às 20h30 na televisão aberta.

A influência da corrente renovadora LIVRES, criada para aproximar mais o PSL das demandas liberais, foi notória no tom adotado, bem como a ênfase em uma conexão do partido com a tecnologia e a atualidade.

O PSL reuniu diferentes lideranças – entre elas Rodrigo Saraiva Marinho, que concorreu a vereador no Ceará pelo partido e hoje ocupa a diretoria da Rede Liberdade, o advogado Antônio de Rueda, presidente nacional do partido, e Fabio Ostermann, que concorreu à prefeitura de Porto Alegre – para apresentar o LIVRES como um movimento de “batalhadores” dispostos a dar uma consistência de princípios maior à legenda.

As bandeiras levantadas pelo LIVRES

O discurso enfatizou a necessidade de diminuir o papel do governo, de evitar que o Estado atrapalhe a vida das pessoas e de fugir à retórica da divisão da sociedade em grupos inimigos. “Não queremos a ditadura dos militares nem a ditadura do proletariado, queremos uma democracia que seja verdadeiramente liberal”, destacou o engenheiro Walber Schwartz, do LIVRES de Uberlândia/MG.

A propaganda ainda sustentou que as mulheres devem participar mais da política e que o protecionismo condena os pobres a pagarem mais caro para consumir. Também foi feita referência a personalidades históricas do Brasil: Tiradentes, Bárbara Heliodora, Joaquim Nabuco, Luís Gama e Maria Amélia de Queiroz, além do Barão de Mauá, foram citados como símbolos da luta por liberdade em todas as esferas.

O destaque final serviu para enfatizar a imagem de que o partido está atualizado com as novas tecnologias e demandas por participação política: a criação de uma plataforma digital onde os filiados poderão opinar sobre lideranças, projetos de lei e até mesmo como os recursos de campanha devem ser alocados. Na propaganda, é dito que o PSL é “o primeiro partido do mundo 100 % integrado com o século XXI.

Confira a propaganda:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também