Artigo no “Brazil Journal” aborda o novo fôlego das ideias liberais no PSDB

Mesmo diante de partidos como PSL e NOVO tentando cativar os liberais, o texto menciona figuras como Pedro Duarte e Gustavo Franco, que seguem apostando no PSDB

- Publicado no dia
O senador Aécio Neves foi reconduzido à presidência do PSDB. (Foto: Orlando Brito)
O senador Aécio Neves foi reconduzido à presidência do PSDB. (Foto: Orlando Brito)

 

Em seu site Brazil Journal, o ex-colunista de VEJA Geraldo Samor publicou um artigo sobre a busca por renovação dentro do Partido da Social Democracia Brasileira. O artigo foi repercutido por liberais que, mesmo diante da emergência de partidos como o recém-criado NOVO e o PSL (renovado pela sua corrente interna chamada LIVRES), ainda acreditam que a legenda tucana pode ser o melhor caminho para a implementação de agendas do liberalismo.

No texto, Samor destaca a origem do PSDB, saído da chamada “ala ética do PMDB”, e sua marca de estabilidade econômica e redução do Estado para equilibrar as finanças, adquirida durante os governos de Fernando Henrique Cardoso. Porém, como ele também ressalta, “no campo econômico, desde aquela época áurea, os tucanos nunca conseguiram abraçar – ao menos publicamente e sem hesitação – a pauta liberal e sua reforma mais importante, a privatização, em que pese a evidência da urgência e inexorabilidade de ambas”.

A reação dos tucanos liberais

Pedro Duarte, ex-membro do Estudantes pela Liberdade e candidato a vereador pelo PSDB em 2016. (Foto: Divulgação)
Pedro Duarte, ex-membro do Estudantes pela Liberdade e candidato a vereador pelo PSDB em 2016. (Foto: Divulgação)

Para ficar em um exemplo mais recente, Samor mencionou a oposição dos tucanos no Rio de Janeiro à privatização da CEDAE, na recente luta pelo ajuste fiscal no estado. De acordo com ele, mesmo contando com nomes muito propícios e sofisticados como Armínio Fraga e Gustavo Franco, o PSDB simplesmente tem sido incapaz de se convencer da necessidade de abraçar a bandeira das privatizações e, para piorar, ainda insiste em combater desequilíbrios fiscais aumentando impostos.

A concorrência do NOVO, porém, de acordo com a análise de Samor, vem despertando uma reação liberal no PSDB. O prefeito de São Paulo, João Dória, e o de Porto Alegre, Nelson Marquezan Jr., seriam os primeiros grandes sintomas disso. No Rio de Janeiro, Samor destaca uma novidade: “Pedro Duarte, de 25 anos, acaba de criar o movimento ‘Renova PSDB'”. (…) A ideia de Duarte é atrair novos filiados a partir de palestras e eventos com os correligionários mais famosos do Estado”. Em entrevista a Samor, Duarte comentou que sempre foi adepto das ideias mais pró-liberalismo e pró-capitalismo, e está “tentando atrair jovens com pensamento mais aberto e chamando de volta a participar pessoas que estavam cansadas ou frustradas com o partido”.

Em seu Facebook, Pedro Duarte compartilhou o artigo e comentou: “Parabéns a todos que estão se esforçando em prol desse projeto. Colheremos bons frutos!”

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também