Primeiro discurso do NOVO na Câmara de Porto Alegre foca em eficiência

Um dia após tomar posse, o vereador Felipe Comozzato critica a excessiva quantidade de secretarias e diz que seu mandato brigará por “melhores resultados”

- Publicado no dia

O primeiro político eleito do Partido NOVO no Rio Grande do Sul subiu à tribuna no dia 2 de janeiro. Felipe Camozzato discursou em defesa da eficiência da máquina pública e criticou o excesso de secretarias na cidade. Confira, abaixo, parte do discurso dele:

É necessária a manutenção de uma estrutura autônoma ou é mais eficiente unir as funções em estruturas enxutas, porém que funcionem melhor? Que entreguem melhor resultado? Isso não está sendo discutido aqui [na Câmara de Vereadores]. Muito pouco se discute aqui. A gente precisa melhorar resultados, e não criar secretarias para tudo o que a gente acha importante. Alimentação é fundamental, então vamos criar uma secretaria para cuidar da alimentação! Vamos criar secretarias de juventude, de adultos, porque todos são importantes! Vamos criar secretarias de mulheres, de homens, de índios, de LGBT, afinal todos somos importantes. Ninguém discorda disso!

Queremos falar sobre o mérito da questão e o mérito da questão é resultado. E é isso o que me interessa. E é isso o que o parlamento deve direcionar seus pensamentos e seus votos. A acessibilidade, a indústria, comércio, turismo, trabalho, esporte, recreação e lazer também são funções relevantes, mas nem por isso a gente precisa de uma secretaria para que essa área seja cuidada! É por isso que eu sou a favor da redução do número de secretarias e da junção desses órgãos. E que concentrem mais atividades em uma só estrutura, mas que permita ela melhor gestão e melhores resultados. E é para isso o que eu vou brigar: por melhores resultados. Isso, na visão do NOVO, é tornar o estado mais eficiente e que entregue uma cidade mais admirada para todos os porto-alegrenses.

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também