Vereadores eleitos pelo Partido NOVO em 2016 tomam posse oficialmente

O partido conseguiu emplacar representantes em diferentes capitais: Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro

- Publicado no dia

O jovem partido NOVO, registrado com a missão de defender ideias liberais, conquistou importantes vitórias na eleição de 2016, garantindo a presença de vereadores nas Câmaras de quatro grandes cidades brasileiras. Neste domingo, 1º de janeiro, tal como todos os prefeitos e demais vereadores, eles compareceram às suas cerimônias de posse.

Felipe Camozzato
Felipe Camozzato

Em sua página no Facebook, o partido destaca que as vitórias dos quatro vereadores “demonstram a confiança do eleitorado nesse projeto criado também por cidadãos comuns”. Os administradores da página chamam a atenção para a ideia de que o projeto do NOVO é de longo prazo, mas “os frutos desse trabalho já são colhidos”.

Janaína Lima
Janaína Lima

Em São Paulo, o NOVO emplacou a eleição de Janaína Lima, com 19.425 votos. Ela é advogada e foi líder e porta voz do Vem Pra Rua. “Hoje começa uma grande jornada como vereadora da cidade de São Paulo pelo partido NOVO. Posição essa que honrarei com máxima dedicação, muita responsabilidade e com o compromisso  de trazer a voz das ruas para nossa Câmara municipal”, ela publicou. Em Porto Alegre, a conquista coube a Felipe Camozzato, administrador pós-graduado em Georgetown (EUA), que ganhou 10.488 votos. “Começam os primeiros passos de uma mudança que faremos juntos”, ele ressaltou, enquanto transmitia sua posse ao vivo.

Da esquerda para a direita, Irlan Melo (PR), Gabriel Azevedo (Independente, abrigado no PHS) e Mateus Simões
Da esquerda para a direita, Irlan Melo (PR), Gabriel Azevedo (Independente, abrigado no PHS) e
Mateus Simões

Mateus Simões de Almeida, com 5.522 votos, é o vereador eleito em Belo Horizonte; junto com outros dois vereadores, Irlan Melo (PR) e Gabriel Azevedo (independente, abrigado no PHS), ele publicou um texto se comprometendo a apoiar uma lista de posicionamentos definidos: a defesa da necessidade de compor a Comissão de Legislação e Justiça com vereadores de formação acadêmica jurídica, a redução da verba publicitária, a reformulação das audiências públicas em prol da participação do cidadão, a numeração dos projetos de lei assim que protocolados (“para impedir o uso desfigurado dos procedimentos de tramitação legislativa”) e o aprimoramento dos mecanismos de acompanhamento da execução orçamentária dos Poderes Executivo e Legislativo.

Leandro Lyra, do Rio de Janeiro, com 29.217 votos, completa a lista. O engenheiro eletricista de “destacado desempenho acadêmico”, “premiado em diversas competições, nacionais e internacionais, nas áreas de matemática, física, química e astronomia”, anunciou a equipe que trabalhará a seu lado (são, como ele havia prometido, seis pessoas), agradeceu a oportunidade a Deus e anunciou para breve “um site com muito mais informações e funcionalidades para aprimorar a atuação no mandato”.

Leandro Lyra (terceiro, da esquerda para a direita), equipe e convidados
Leandro Lyra (terceiro, da esquerda para a direita), equipe e convidados
Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também